quarta-feira, 19 de setembro de 2007

Apologia de Mao, Fidel e da Revolução soviética

Está causando enorme polêmica o artigo de Ali Kamel, publicado no Globo (18.set.2007), sob o título O que ensinam às nossas crianças. Creiam, é terrível. O jornalista denuncia um livro didático, distribuído gratuitamente pelo MEC a 750 mil alunos da rede pública, de dar inveja aos panfletos utilizados na Revolução Cultural Chinesa de Mao Tsé-Tung... altamente elogiada no livro!

Sim, a Revolução Cultural Chinesa, que "reeducava ideologicamente", humilhando, matando, etc. é apresentada "como uma experiência socialista muito original", durante a qual, pelas mãos da Guarda Vermelha, eram combatidos e presos os "politicamente esclerosados".

Mao Tse-tung, o homem responsável por 70 milhões de mortes, é apresentado como grande herói, grande estadista e comandante militar que amou muitas mulheres e por elas foi correspondido.

Claro, não podiam faltar os elogios à Revolução Cubana, a seu líder Fidel Castro e até ao paredón.

O regime comunista da União Soviética, que Bento XVI, ainda quando Cardeal qualificou da "vergonha de nosso século", é apresentado no livro didático como um "regime de sonho" para nós do Terceiro Mundo, onde o desenvolvimento econômico e a distribuição de renda criavam uma sociedade onde nada faltava a ninguém.

Ali Kamel mostra bem como a "Nova História Crítica" da 8ª série é de dar medo:

  • "Apenas uma tentativa de fazer nossas crianças acreditarem que o capitalismo é mau e que a solução de todos os problemas é o SOCIALISMO, que só fracassou até aqui por culpa de burocratas autoritários. ....

    De que forma nossas crianças poderão saber que Mao foi um assassino frio de multidões? Que a Revolução Cultural foi uma das maiores insanidades que o mundo presenciou, levando à morte de milhões? Que Cuba é responsável pelos seus fracassos e que o paredão levou à morte, em julgamentos sumários, não torturadores, mas milhares de oponentes do novo regime? E que a URSS não desabou por sentimentos de inveja, mas porque o socialismo real, uma ditadura que esamaga o indivíduo, provou-se não um sonho, mas apenas um pesadelo? Nossas crianças estão sendo enganadas, a cabeça delas vem sendo trabalhada, e o efeito disso será sentido em poucos anos. É isso o que deseja o MEC? Se não for, algo precisa ser feito, pelo ministério, pelo congresso, por alguém".

2 comentários:

tita_coelho disse...

Chávez está fazendo a mesma coisa na Venezuela; porém ameaçou fechar as escolas particulares se não seguirem a linha dele!!! Viva o Socialismo!!!Isso está pior que didatura!

Anônimo disse...

Absurdo!!!!!!!!!!
é possivel encontrar uma copia do livro no comercio? ou ainda? existe versao digitalizada?
gostarria muito ler esta aberração, e mais ainda, dar copias para alguns amigos>
grato;
Giuseppe Alberio
galberio@uol.com.br