segunda-feira, 29 de outubro de 2007

3º mandato só com uma revolução

3º mandato só com uma revolução
Acabei de escrever aí em baixo sobre o golpe que está em curso em prol do 3º mandato de Lula (Vem aí o golpe do 3º mandato).

Segundo o Correio Braziliense (26.out.2007), tiveram início as articulações para uma emenda constitucional que possibilitem esse 3º mandato, articulações levadas a cabo pelo deputado Carlos Willian (PTC-MG); e foi lançado o movimento, na Câmara dos Deputados, de aliados do Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, liderados por Devanir Ribeiro (PT-SP), em favor de um novo mandato e de um plebiscito para a população se pronunciar.

"Só se houver uma revolução"
O Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) reagiu energicamente às articulações levadas a cabo pelo grupo de aliados do Presidente Lula.

Ele rechaçou de modo enfático a campanha em favor da permanência de Lula no poder, durante uma entrevista na cidade de São Paulo. O jornal O Estado de S. Paulo (27.out.2007) noticia:

  • " “Só se houver uma revolução”, disse Marco Aurélio Mello, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), insurgindo-se contra a articulação de grupo aliado do presidente Lula que defende um terceiro mandato para o petista. “Com a revolução, aí poderá se cogitar de um terceiro mandato, quem sabe pensar-se também na vitaliciedade”, prosseguiu. “Ou quem sabe até voltar-se ao Império”.

    Marco Aurélio disse que mais um mandato para Lula “é inimaginável” a esta altura. “Não seria bom para o Brasil, muito menos para ele.”

    “O presidente em exercício foi eleito e reeleito de acordo com as normas existentes, o terceiro mandato não está contemplado na Constituição”, afirmou. ....

    “Acredito no registrado e no revelado por sua excelência.” Ele disse que terceiro mandato não atenderia às premissas de um Estado democrático de direito. “Acredito que o presidente não se deixe envolver por paixões condenáveis. A paixão condenável está aí no apego ao poder, independente das balizas legais. Vivemos um estágio de democracia que não viabiliza pensar em um terceiro mandato”, afirmou. “Paga-se um preço para se viver no Estado democrático.”....

    “O povo pode rasgar a Constituição, mas, para fazê-lo, só com uma revolução. Um plebiscito para terceiro mandato é uma blasfêmia a alcançar a Constituição”. "
Divulgue: clique no envelopinho aí embaixo e envie este post a amigos.

4 comentários:

ZEPOVO disse...

O terceiro mandato não interessa à LUla e a ninguém. Isto é coisa de puxa-saco querendo agradar o chefe mas fazendo trapalhada. Todo partido tem, vários.
Lula vai fazer o sucessor, pode até voltar mais tarde, em 2014 ou 2019 porque pagar o mico de virar um tipo de Chavéz???

tita coelho disse...

terceiro mandato é o sonho do Lula..eles não sabem governar...sinceramente...chegam no poder e querem se perpetuar..
beijo :)

Anônimo disse...

Terceiro mandato pós a prevista prorrogação da CPMF, pós crise aérea, pós ministra Suplicy falar bobagem, pós gestos obscenos captados por uma câmera, pós viagens e viagens,pós invasões de propriedades privadas, pós tantas falas de improviso terríveis do Lula? Ora, só se fôr à moda Hugo Chavez, el diablo!!!

S.O.S. M I S É R I A disse...

Olá, estou de acordo contigo que não deve haver terceiro mandato e venho te convidar a participar de um projeto novo que precisa de gente com fortes opniões como você.
Te espero para um café.
Grande abraço
Alda