segunda-feira, 1 de outubro de 2007

Lula deprecia o Judiciário

Na primeira entrevista, em três anos, ao The New York Times, o presidente Lula manifestou dúvidas quanto ao envolvimento do ex-ministro e deputado cassado José Dirceu (PT) com o mensalão: “Eu não acredito que haja qualquer evidência de que Dirceu cometeu o crime de que ele está sendo acusado”, foram suas palavras.

Como é possível que, sem qualquer evidência, o STF tenha indiciado Dirceu como o supremo comandante da organização criminosa que atuava no Planalto e no PT?

Por isso o procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, reagiu à declaração do presidente afirmando que suas investigações são realizadas a partir de dados concretos, e não de suposições.

Sob o título O acusador, Janio de Freitas, em artigo para a Folha de S. Paulo (25.set.2007), faz uma análise das declarações de Lula. Para ele o presidente insultou o sistema investigatório e judicial brasileiro, e parece ter esquecido que é com provas obtidas por esse mesmo sistema que seu Ministro da Justiça foi ao Mônaco solicitar a extradição do banqueiro Cacciola.

Será que só no caso dos "40 associados a Lula" o sistema é leviano e inidôneo? Ressalta o articulista:

  • "Além de não merecer maior crédito, porque há muito o próprio Lula já esclareceu que seu estoque de credibilidade era fabricado com bravatas e outras enganações, sua entrevista a The New York Times é um insulto ao sistema investigatório e judicial brasileiro, portanto ao país mesmo. Bem que mereceria um processo por falta da compostura obrigatória em um presidente. Ou, para estar na moda, digamos que da falta de decoro presidencial. ....

    Ou seja, o Ministério Público no Brasil é incompetente e inconfiável. O procurador-geral da República é incapaz e leviano, porque denunciou sem justificativa o ex-ministro ao Supremo Tribunal Federal. E este tribunal supremo é composto de ministros irresponsáveis, porque decidiram, com base nos elementos insuficientes da denúncia, pelo processo e julgamento de José Dirceu".
Divulgue: clique no envelopinho aí embaixo e envie este post a amigos.

Um comentário:

tita_coelho disse...

Diga-me com quem andas, que te direi quem és - Minha mãe sempre fala isso e tem um fundo de verdade!!!
Ele pode até querer que Dirceu seja inocente, mas não pode pq de fato existe problema... dai vemos mais uma atitude do Presidente, questionar o trabalho do judiciário para defender o Dirceu!
É ridiculo, agora o judiciário está errado, Dirceu não!!! Vivo me perguntando... em que mundo o Lula vive...